sns-container

Cuidados de Saúde no Estrangeiro

Os cidadãos da União Europeia gozam de alguns direitos, facilidades e garantias no que toca a cuidados de saúde, trocas comerciais e transações privadas, fora do seu país de residência. No entanto, desconhecem a legislação que assegura a proteção dos seus direitos em viagem.

Recomendações antes da partida:

  • Verifique se dispõe de passaporte válido. Alguns países exigem um prazo de validade que poderá ir até 6 meses após a viagem. Se possível deixe a familiares fotocópia do passaporte e o contacto do hotel onde ficará instalado. Verifique ainda se os seus cartões de crédito/débito são aceites no país de destino;
  • Se vai viajar para um país da União Europeia utilizando como documento de viagem o seu Bilhete de Identidade/Cartão de Cidadão, verifique se o mesmo se encontra válido;
  • Atempadamente verifique se necessita de visto para entrar no(s) país(es) de destino (consulte a lista de informações por país abaixo). Em caso afirmativo não parta sem obter o(s) respetivo(s) visto(s);
  • Se vai viajar para países com condições de segurança precárias, procure obter o máximo de informação possível antes da partida e informe a Embaixada(s) e/ou o(s) Consulado(s) de Portugal no país ou países que pretende visitar, das datas previstas para o início e conclusão da viagem, itinerário, locais de pernoita e respetivos contactos telefónicos;
  • Alguns países regem-se por severas leis proibindo o consumo, importação e venda de bebidas alcoólicas. Informe-se antes da partida;
  • Atempadamente informe-se se o país que vai visitar exige a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou de Profilaxia com anotação da vacina contra a febre amarela. A vacinação contra a febre amarela deverá realizar-se com uma antecedência mínima de 10 dias antes do início da viagem. Uma dose única de vacina contra a febre amarela confere proteção para toda a vida não sendo necessárias doses de reforço. Pode consultar a Lista de Centros de Vacinação Internacional abaixo;
  • Caso de desloque a um país de clima tropical ou com doenças endémicas, efetue antecipadamente, 6 a 4 semanas antes da partida, uma Consulta do Viajante;
  • Transporte sempre consigo a receita médica dos medicamentos que esteja a tomar. Lembre-se que existem substâncias legalmente permitidas em Portugal que são ilegais noutros países;
  • Caso se desloque a um país da União Europeia, obtenha o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença;
  • Informe-se, com antecedência, relativamente a eventuais cuidados de saúde especiais, como vacinação ou outras precauções especiais;
  • Informe-se sobre os acordos de assistência médica que possam existir com o(s) país(es) de destino;
  • Caso vá conduzir, verifique se a sua carta de condução está dentro do prazo de validade e se é reconhecida pelo país que pretende visitar. Informe-se da legislação local e cumpra escrupulosamente o Código da Estrada do país por onde viaja. Lembre-se que muitos países utilizam mecanismos de aplicação imediata da sanção decorrente da infração praticada;
  • Faça um seguro de viagem completo;
  • Efetue o seu registo de viagem no endereço e-mail do Registo ao Viajante: gec@mne.pt

 

Recomendações à chegada ao destino:

  1. A fim de evitar o extravio da documentação, é aconselhável o depósito dos originais e dos bilhetes de viagem nos cofres do hotel. É suficiente, na maior parte dos países, a exibição de fotocópia dos documentos, autenticada com selo a óleo do hotel;
  2. Qualquer que seja o país de destino, deverá evitar a exibição de jóias e objetos de valor. Os pequenos furtos são uma constante e toda a precaução é recomendável;
  3. Evite frequentar ruas mal iluminadas de noite e não resista a uma tentativa de roubo violento;
  4. Não transporte malas ou embrulhos que não lhe pertençam e mantenha sempre sob vigilância a sua bagagem;
  5. Não conduza veículos de outras pessoas através de fronteiras;
  6. Recuse e evite qualquer tipo de contacto, manipulação ou consumo de drogas. Poderá enfrentar, consoante a lei de cada país, multas pesadas, longas penas de prisão em condições difíceis, ou mesmo a pena de morte;
  7. Nos países muçulmanos e orientais, o viajante deparará com culturas muito diferentes da ocidental, devendo observar as regulamentações locais relativas ao vestuário e formas de comportamento. O consumo de drogas e de bebidas alcoólicas é geralmente punido com pesadas penas de prisão;
  8. Tenha também sempre presente que as suas atitudes poderão beneficiar ou prejudicar a imagem de Portugal.

 

Recomendações se precisar de ajuda durante a viagem:

  1. Entre em contacto com as Secções Consulares das Embaixadas e os Consulados Portugueses, que o podem ajudar na:
    • emissão de documento de viagem provisório, para situações de extravio de documentação;
    • facilitação do contacto com unidades hospitalares, em caso de acidente ou doença e com advogados em caso de detenção.
    A proteção consular não poderá, no entanto, libertá-lo da prisão, pagar as contas do hotel, do médico, do advogado, de viagens ou outras;
  2. Nos países não pertencentes à União Europeia e onde não exista representação consular portuguesa, pode solicitar auxílio junto das Embaixadas e Consulados de outros Estados Membros da União Europeia;
  3. Aconselham-se aos viajantes a seguir algumas recomendações gerais, que servirão para qualquer país para onde decidam viajar.

 

Saiba como ter acesso a cuidados de saúde se estiver a viver noutro Estado-Membro (União Europeia, Espaço Económico Europeu e Suíça ou EFTA):

Em situações de residência fora do território nacional, nomeadamente para países da União Europeia, de cidadãos pensionistas e seus familiares, ou familiares de trabalhadores, terá de ser portador de um documento que atesta o direito a prestações em espécie, o documento portátil S1. Este documento deve ser solicitado no Centro Distrital de Segurança Social da respetiva área de residência, que poderá consultar através do website da Segurança Social.

No Estado-Membro de residência, o atestado de direito às prestações em espécie S1 terá de ser apresentado pelo próprio à instituição competente no Estado-Membro de residência.

Caso esteja temporariamente noutro Estado-Membro (União Europeia, Espaço Económico Europeu e Suíça ou EFTA), deve clicar de seguida nas informações relativas aos Cuidados de Saúde Programados e Cuidados de Saúde Não Programados:

 

No âmbito da cooperação internacional foram celebrados acordos bilaterais entre Portugal e outros países, em condições de reciprocidade e que permitem igualdade de tratamento com os nacionais, em situação de estada e de residência em Portugal, para os ramos da segurança social e da doença.

Os países e regiões com os quais existem acordos bilaterais em vigor que contemplam a proteção na doença são Andorra, Brasil, Cabo Verde, Quebec, Marrocos e Tunísia. Encontram-se abrangidos pelas referidas convenções bilaterais os trabalhadores, pensionistas e respetivos familiares.

Em caso de necessidade de cuidados de saúde numa situação de estada temporária:

Deve aceder às unidades prestadoras de cuidados de saúde do Serviço Nacional de Saúde, sendo essencial a apresentação do respetivos atestado de direito, cuja validade terá de cobrir a data da prestação dos cuidados de saúde. Se não for portador do atestado de direito no momento da prestação dos cuidados de saúde nas unidades do SNS, ser-lhe-á solicitada o pagamento do valor total dos cuidados prestados. Esclarece-se que os acordos bilaterais não contemplam a figura do reembolso, significando que o reembolso deste valor estarão dependente da legislação e procedimentos instituídos no país de residência.

O atestado de direito deve ser solicitado pelo próprio no país de residência:

  • Andorra: AND/PT 3
  • Brasil: PT/BR 13
  • Cabo Verde: CV/PT 6
  • Quebec: QUE/POR 4
  • Marrocos: MA/PT 4
  • Tunísia: TN/PT 6

 

Em situação de residência em Portugal:

Tem de ser portador de um documento que atesta o direito a prestações em espécie, que deverá ser apresentado no Centro Distrital de Segurança Social da área de residência para validação do respetivo documento e indicação da abertura do direito.

O atestado de direito deve ser solicitado pelo próprio no país de origem:

  • Andorra: AND/PT 4 a 6
  • Brasil: PT/BR 13
  • Cabo Verde: CV/PT 7 a 9
  • Quebec: QUE/POR 4
  • Marrocos: MA/PT 5 e 6
  • Tunísia: TN/PT 5, 7 e 8

 

Após a abertura do direito a prestações em espécie (cuidados de saúde), devidamente formalizado através da apresentação do atestado de direito no CDSS, o Centro de Saúde da área de residência irá atribuir um número de utente do Serviço Nacional de Saúde. Desta forma forma, pode aceder, enquanto cidadão residente em Portugal, aos cuidados de saúde primários e hospitalares, urgentes ou programados nas unidades de saúde pertencentes ao Serviço Nacional de Saúde.

PORTUGAL | CENTROS DE VACINAÇÃO INTERNACIONAL

Região de Saúde do Norte

N.º 1 – Centro de Vacinação Internacional do Porto

Rua da Alegria, n.º 1057 – Porto
Telefone: 222 002 540
Fax: 220 411 803
E-mail: cvi@arsnorte.min-saude.pt

Consultas de Medicina das Viagens e Vacinação, com marcação prévia por:

Telefone – 222 002 540
E-mail – cvi@arsnorte.min-saude.pt

Horário:
– atendimento geral: 9.00h às 13.00h e das 14:00h às 17.00h
– Consultas: 2.ª a 5.ª Feira: das 9.00h às 12:30h e das 14:00h às 16:15h; 6.ª Feira: das 9.00h às 12.30h

Coordenadora: Dr.ª Delfina Antunes

 

N.º 2 – Centro de Vacinação Internacional de Braga
Praceta de Vilar s/n (ex instalações do Departamento de Psiquiatria do Hospital de São Marcos), 4710-453 – Braga
Telefone: 253 208 260
uspbraga@acesbraga.min-saude.pt
Horário de atendimento da Consulta do Viajante: 4.ª e 5. feira das 9:30h às 12.30h.
Horário de atendimento para administração de vacina da hepatite A de prescrição externa: 2.ª a 6.ª feira das 09:30h às 12:30h e das 14:30h às 16:30h.
Coordenadora: Dr.ª Elisabete Machado

N.º 3 – Centro de Vacinação Internacional do Centro Hospitalar do Porto

Consulta externa de doenças infeciosas (Ex-CICAP) – Pavilhão 8, Rua D. Manuel II  4050-346 Porto
Telefone: 222 077 500
Secretariado.ce.infecciologia@chporto.min-saude.pt
Horário de atendimento: 2.ª: Manhã; 4.ª Manhã e Tarde; 5.ª Tarde; 6.ª Manhã
Consulta de Medicina Tropical (pós-viagem) todos os dias
Coordenadora: Drª. Sandra Xará

 

N.º 4 – Centro de Vacinação Internacional de Viana do Castelo

Rua José Espregueira, n.º 96, 4904-871 – Viana do Castelo
Telefone: 258 809 470     Fax: 258 809 481/9
consulta.viajante@ulsam.min-saude.pt
Horário de Atendimento: 2ª. Feira e 3ª. Feira das 9.00h às 12.30h
Coordenador: Dr. Luis Freixo

N.º 5 – Centro de Vacinação Internacional do Hospital de São João

Al. Professor Hernâni Monteiro, 4200-319 –  Porto
Telefone: 225 512 375   Fax: 225 512 216
sec.hdambulatorio@hsjoao.min-saude.pt
Horário de Atendimento: 3.ª, 4.ª e  5.ª Feira das 14.00h às 17.00h
Coordenadora:  Dr.ª Cândida Abreu

N.º 6 – Centro de Vacinação Internacional de Bragança

Avenida Dr. Urze Pires, 5340-263 – Macedo de Cavaleiros
Telefone: 278 420 143     Fax: 278 420 147
inacia.rosa@ulsne.min-saude.pt
Horário de Atendimento: 5.ª Feira das 9.30h às 13.00h
Coordenadora: Dr.ª Maria Inácia Rosa

N.º 7 – Centro de Vacinação Internacional Matosinhos (Porto de Leixões)

Porto de Leixões, Doca 2 Sul, 4450 – Matosinhos
Telefone: 229 372 497/918 174 606     Fax: 229 386 144
s.fronteiras@ulsm.min-saude.pt
Horário de Atendimento: Atendimento geral: 9.30h às 17.00h
3.ª Feira das 9:00h às 13:00h; 4.ª das 9:00h às 13:00h e das 14.00h às 17.00h e 5.ª Feira das 14.00h às 17.00h
Coordenador: Dr. Jaime Baptista


Região de Saúde do Centro

N.º 1 – Coimbra – Serviço de Sanidade Internacional

Centro de Saúde Santa Clara – Unidade de Saúde Pública
Rua Capitão Salgueiro Maia – Topo Norte
Edifício Centro de Saúde Santa Clara
3040-006 Coimbra
Telefones: 239 802 112 (Direto) | 239 802 110 (Geral)
E-mail: mailto:usp.bm@arscentro.min-saude.pt
Consultas (marcação prévia):

  • Segunda, terça-feira e quarta, 09:00h – 12:00h
  • Quinta-feira, 14:00h – 16:00h
  • Sexta-feira, 09:00h – 12:00h

 

Vacinação:

  • Segunda e terça-feira, 09:00h – 12:00h e 14h00h – 16h00h
  • Quarta-feira, 09:00h – 12:00h
  • Quinta e sexta-feira, 09:00h – 12:00h e 14:00h – 16h00h

 

N.º 2 – Leiria – Serviço de Sanidade Internacional

Centro de Saúde Dr. Arnaldo Sampaio
Unidade de Saúde Pública
Estrada da Mata, n.º 56
Marrazes
2419-014 Leiria
Telefone: 244 859 140
Fax: 244 849 001

Consultas e vacinação (marcação por telefone)

Segunda-feira, 09:00h – 12:30h e 14:00h – 16:30h

Terça-feira, 14:00h – 16:30h

Quarta-feira, 09:00h – 13:00h e 14:00h – 16:30h

Sexta-feira, 09:00h – 13:00h

N.º 3 – Aveiro – Serviço de Sanidade Internacional

Centro de Saúde de Aveiro
Praça Rainha D. Leonor
R/C do Laboratório
3810-042 Aveiro
Telefone: 234 891 191

Consultas e vacinação
Horário:

  • Quarta-feira – das 09:00 às 11:30
  • Quinta-feira – das 14:00 às 16:30
  • Sexta-feira – das 09:00 às 11h30

 

Marcação: Presencial ou pelo telefone
Documentos: Boletim de Vacinação Nacional e Internacional (se já o possuir),  Bilhete de Identidade/Cartão do Cidadão, Cartão do SNS/ADSE ou outros.

N.º 4 – Castelo Branco – Serviço de Sanidade Internacional

Centro de Saúde de S. Miguel – Castelo Branco
Av. da Europa S/N Apartado 110 – 6000-491 Castelo Branco
6000-152 Castelo Branco
E-mail: usp@ulscb.min-saude.pt
Telefone: 272 340 150
Fax: 272 340 151
Horário de atendimento:
Marcação da Consulta: todos os dias úteis, das 14,00h – 17,30h
Consulta
Quarta-feira, 10:00h – 12:00h.
Vacinação (só se efetua após consulta)
Diariamente, 09:15h – 12:30h e das 14:00h – 17:50h.


Região de Lisboa e Vale do Tejo 

N.º 1 – Centro de Vacinação Internacional da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo

Agrupamento de Centros de Saúde de Lisboa Norte
Centro de Saúde de Sete Rios
Largo Prof. Arnaldo Sampaio
1549-010 Lisboa
Telefone: 217 211 800

Consulta do Viajante

Segunda e Terça-feira – das 9:30h às 13:30h.
Com marcação prévia através do email: consulta.viajante.lxnorte@arslvt.min-saude.pt

Vacinação Internacional

Todos os dias úteis das 9 às 13h e das 13h.30 às 15h.30, por ordem de chegada (senhas individuais com limite de atendimentos)

O utente deve ser portador de prescrição médica (em suporte de papel) das vacinas a efetuar.

Documentos necessários:

  • Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o Nº do Utente
  • Boletim Individual de Saúde
  • Certificado Internacional de Vacinação (se já o tiver).

 

N.º 2 – Agrupamento de Centros de Saúde Almada Seixal

Unidade de Saúde Pública
Avenida Rainha D. Leonor, n.º 2
2809-010 Almada
Telefone: 212 728 820; 212 728 821; 212 728 822; 212 728 823 ou 212 728 824
Fax: 212 728 825
E-mail: usp.almadaseixal@arslvt.min-saude.pt

Consultas – Com marcação prévia
Horário:

  • Segunda e terça-feira – das 14 às 17 horas.
  • Quinta-feira – das 9 às 13 horas.

 

Vacinação internacional – Com prescrição médica e sem marcação
Horário:

Quinta-feira e Sexta-feira, das 9h:30m às 12h:30m

Documentos necessários: Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o número do utente do Serviço Nacional de Saúde, Boletim Individual de Saúde e Certificado Internacional de Vacinação (se já o tiver).

N.º 3 – Hospital Dona Estefânia – Centro Hospitalar de Lisboa Central

Rua Jacinta Marto
1169-045 Lisboa
Telefone: 213 126 600
Fax: 213 126 823 / 779
Consultas e vacinação, apenas e exclusivamente para crianças e acompanhantes. Marcação prévia, por telefone.
Segunda-feira – das 11h30 às 13 horas
Terça-feira – das 14 às 15h30
Quarta-feira – das 9 às 12 horas

N.º 4 – Hospital São Bernardo

Serviço de Infeciologia
Rua Camilo Castelo Branco
2910-446 Setúbal
Telefone: 265 549 558
Fax: 265 549 559
Consultas e vacinação.
Consultas, com marcação prévia, de segunda a sexta-feira, por telefone, das 15 às 16 horas.
Consultas:
Adultos: segunda a quinta-feira das 08h30 às 11 horas
Crianças: sexta-feira das 11 às 12 horas
Vacinação:
Segunda e quinta-feira das 08h30 às 13 horas

N.º 5 – Hospital Curry Cabral – Centro Hospitalar de Lisboa Central

Rua da Beneficência, 8
1069-166 Lisboa
Telefone: 217 924 322

Consultas e vacinação, sem marcação prévia, por telefone ou presencialmente.

Consulta: de segunda-feira a quinta-feira, das 14h:00m às 16h30m, para maiores de 18 anos.
Deve realizar-se 4 a 6 semanas antes da data prevista para a viagem.

Vacinação: de segunda-feira a quinta-feira, das 8h:30m às 12h:00m.

Documentos necessários: Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o n.º do utente, Boletim Individual de Saúde/Vacinas e Certificado Internacional de Vacinações (se já o tiver)

N.º 6 – Hospital Santa Maria – Centro Hospitalar Lisboa Norte

Avenida Professor Egas Moniz
1649-035 Lisboa
Telefone: 217 805 000
Fax: 217 805 610
URL: http://www.chln.min-saude.pt

Adultos: Consultas e vacinação, com marcação prévia, por telefone ou fax; Consultas: Segunda, quarta e quinta-feira, das 14 – 17 horas.

Vacinação: Segunda, quarta e quinta-feira, das 14 – 17 horas. Sexta-feira, das 14 – 16 horas. Documentos necessários: Documento como n.º do utente ou Cartão do Cidadão e Boletim de Vacinação.

Crianças – Pediatria: Consultas e vacinação, com marcação prévia, através do e-mail cepediatria@hsm.min-saude.pt ou pelo telefone 217 805 325; Terça e sexta-feira – das 15 – 16 horas e quarta e quinta-feira – das 11 – 13 horas.

N.º 7 – Hospital Garcia de Orta

Avenida Professor Torrado da Silva
2801-951 Almada
Consultas e vacinação, com marcação prévia, através do e-mail consulta.viajante@hgo.min-saude.pt ou pelos telefones 212 726 808; 212 727 240 ou 212 727 163 (das 14 às 16h30)
Consultas: Quinta e sexta-feira, das 13 às 17 horas
Vacinação: Terça, quinta e sexta-feira, das 13 às 17 horas

Documentos necessários: Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o n.º do utente, Boletim Individual de Saúde/Vacinas e Certificado Internacional de Vacinações (se já o tiver)

N.º 8 – Instituto de Higiene e Medicina Tropical

Rua da Junqueira, n.º 96
1349-008 Lisboa
Telefone: 213 652 630 – Balcão de atendimento para marcações e informações sobre consultas / vacinação

N.º 9 – Agrupamento de Centros de Saúde Médio Tejo

Centro de Saúde do Entroncamento
Av. Miguel Bombarda, 2330-017 Entroncamento
Telefone: 249 720 940
Fax: 249 719 650

Consultas – Com marcação prévia, presencialmente ou por telefone
Horário:

  • Terça-feira – das 9 às 13 horas.
  • Quinta-feira – das 15 às 18 horas.

 

Vacinação internacional – O utente deve ser portador de prescrição médica das vacinas a efetuar.
Horário:

  • Terça-feira – das 9 às 13 horas.
  • Quinta-feira – das 15 às 18 horas.

 

Documentos necessários: Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o n.º do utente, Boletim Individual de Saúde/Vacinas e Certificado Internacional de Vacinações (se já o tiver). O utente que apenas necessita de vacinação deve ser portador de prescrição médica das vacinas a efetuar.

N.º 10 – Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte

Centro de Saúde do Bombarral
Rua Dr. Arlindo de Carvalho, n.º 27
2540-073 Bombarral
Telefone: 262 600 138/0 ou 262 600 137/0

Consultas – Com marcação prévia
Horário:

  • Segunda-feira – das 09h30 às 12h30.

 

Vacinação internacional – O utente deve ser portador de prescrição médica das vacinas a efetuar.
Horário:

  • Segunda-feira – das 08h30 às 12h30.

 

Documentos necessários: Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o n.º do utente, Boletim Individual de Saúde/Vacinas e Certificado Internacional de Vacinações (se já o tiver)

N.º 11 – Agrupamento de Centros de Saúde Lisboa Ocidental/Oeiras

Centro Saúde Paço D’Arcos
Avenida António Bernardo Cabral Macedo
2770-219 Paço de Arcos
Telefone: 214 540 800
Fax: 214 540 809
E-mail: saude.viajante@csoeiras.min-saude.pt

Consultas – Com marcação prévia
Horário:

  • Terça-feira – das 9 às 13 horas.

 

Vacinação internacional – O utente deve ser portador de prescrição médica das vacinas a efetuar.
Horário:

  • Terça-feira – das 9 às 13 horas.

 

Documentos necessários: Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o n.º do utente, Boletim Individual de Saúde/Vacinas e Certificado Internacional de Vacinações (se já o tiver)

N.º 12 – Agrupamento de Centros de Saúde Amadora

Centro de Saúde Damaia
Unidade de Saúde Pública da Amadora
Largo Conde da Lousã, Damaia
2720-122 Amadora
Telefone: 214 906 230
Fax: 214 906 224
E-mail: vacint12@arslvt.min-saude.pt

Consultas apenas e exclusivamente para adultos  – Com marcação prévia, presencialmente ou por telefone.
Horário:

  • Quarta-feira – das 9 horas às 12h30.

 

Vacinação internacional – O utente deve ser portador de prescrição médica das vacinas a efetuar.
Horário:

  • Quarta-feira – das 9 horas às 12h30.

 

Documentos necessários: Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o n.º do utente, Boletim Individual de Saúde/Vacinas e Certificado Internacional de Vacinações (se já o tiver)

N.º 13 – Agrupamento de Centros de Saúde Loures/Odivelas

Equipa Responsável:

Dr.ª Luciana Bastos
Enf.ª Josefina Chemela
Ass. Técnico Dalila Martins

Local de atendimento:

Unidade de Saúde Pública – USP
Av. Carlos Andrade, S/N, 2660-403
Santo António dos Cavaleiros
Telefone: 219897825
E-mail: usp.louresodivelas@arslvt.min-saude.pt

Período de funcionamento/critérios para encaminhamento:

  • Consulta do Viajante:
    • Quinta-feira – das 9 às 13 horas.
    • Mediante marcação prévia presencial ou por telefone
    • Utentes que residam na área de influência do ACES Loures-Odivelas e do ACES Estuário do Tejo, a partir dos 5anos de idade
    • Sujeito a pagamento de taxa moderadora
    • Documentos necessários a inscrição: cartão do utente, Boletim Individual de Saúde e Certificado Internacional de Vacinação, caso já seja portador
    • Medicação atual
  • Vacinação internacional:
    • Terça-feira das 12:30h- 16:30h e quinta-feira das 9-13h
    • Sem necessidade de marcação prévia
    • Mediante prescrição médica ou guia de tratamento (obrigatório)
    • Documentos necessários a inscrição: cartão do utente, Boletim Individual de Saúde e Certificado Internacional de Vacinação, caso já seja portador
    • Emissão de Certificados Internacionais de Vacinação e profilaxia


Vacinas Internacionais disponíveis:

  • Vacina contra a Febre Amarela
  • Vacina contra a Febre Tifóide

Vacinas cuja administração está dependente do pagamento da respectiva Taxa Sanitária.


Vacinas do PNV disponíveis:

  • VIP
  • VASPR
  • Td
  • Gripe Sazonal


TODAS AS OUTRAS VACINAS RECOMENDADAS NO ÂMBITO DAS VIAGENS, ESTÃO COMERCIALIZADAS NA FARMÁCIA COMUNITÁRIA, SÃO ADQUIRIDAS PELO UTENTE E PODERÃO SER ADMINISTRADAS EM QUALQUER SERVIÇO DE VACINAÇÃO, MEDIANTE PRESCRIÇÃO EMITIDA POR QUALQUER MÉDICO NO EXERCÍCIO DA PROFISSÃO. ESTAS VACINAS ESTÃO SUJEITAS AO PAGAMENTO DA ADMINISTRAÇÃO DE INJECTÁVEL (acto de enfermagem).

Vacinas mais frequentemente recomendadas aos viajantes, disponíveis na farmácia comunitária:

  • Vacina contra a meningite tetravalente (ACW135Y) – Vacina obrigatória na peregrinação a MECA (Registo obrigatório no Certificado Internacional de Vacinação)
  • Vacina contra a Encefalite Japonesa
  • Vacina contra a Raiva
  • Vacina contra a Encefalite por carraças
  • Vacina conta a Cólera
  • Vacina contra a Hepatite A
  • Vacinas contra a Hepatite B
  • Vacina contra a Hepatite A + B

Região de Saúde do Alentejo

N.º 1 – Consulta do Viajante do Hospital do Litoral Alentejano

Monte do Gilbardinho EN 261
7540-230 Santiago do Cacém
Telefone: 269 818 100/269 818 125
Fax: 269 818 127
Consultas e vacinação com marcação prévia, presencialmente ou por telefone
Horário: segunda-feira, das 9 às 13 horas
Deve realizar-se 3 semanas a um mês antes da data prevista para a viagem.
Documentos necessários: Cartão do Utente, Bilhete de Identidade e Boletim Individual de Saúde/Vacinas.

N.º 2 – Centro de Saúde de Sines

Rua Júlio Gomes da Silva, n.º 1-A
7520-219 Sines
Telefone: 269 870 440
Fax: 269 636 012
Apenas no âmbito da Sanidade Marítima.

N.º 3 – Centro de Saúde de Évora

Rua Ferragial do Poço Novo, S/N
7000-747 Évora
Telefone: 266 760 010

Consulta – deve realizar-se 3 a 4 semanas antes da data prevista para a viagem.

Marcação por telefone ou presencial:

  • De segunda a sexta-feira, das 09:00h às 12:30h e das 14:00h às 17:30h.

 

Horário da consulta (sempre com marcação prévia):

  • Segunda-feira, das 14:00h às 18:00h

 

Vacinação mediante prescrição médica:

  • Quarta-feira, das 9:00h às 15:30h, por ordem de chegada

 

Documentos necessários:

  • Cartão do Utente/Ficha Identificação do Utente
  • Bilhete de Identidade/Cartão do Cidadão
  • Boletim Individual de Saúde/Boletim de Vacinação Internacional (caso possua).

 

N.º 4 – Consulta do Viajante e Centro de Vacinação Internacional

Unidade de Saúde Pública

Centro de Saúde de Beja 2

Rua Rainha Dona Amélia

7800-514 Beja, Portugal

A consulta deverá realizar-se 4 a 8 semanas antes da data prevista da viagem.

A marcação poderá ser feita presencialmente, telefonicamente ou por e-mail.

– Presencialmente: Unidade de Saúde Pública na rua Rainha D.Amélia em Beja, de segunda a sexta-feira das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30

– Telefone: 284311320

– E-mail: secretariado.usp@ulsba.min-saude.pt

Horário da Consulta do Viajante e do Centro de Vacinação Internacional:

Segundas e terças das 14h às 16h30

Documentos necessários:

Cartão de cidadão ou BI+Cartão de Utente e Boletim de Vacinação actualizado (incluindo o internacional, se já o possuir)


Região de Saúde do Algarve

N.º 1 – Centro de Saúde de Faro

Urbanização Graça Mira
Lejana de Cima
8009-003 Faro
Telefone: 289 830 300, extensão 379
Fax: 289 830 397

  • Aconselhamento de enfermagem e vacinação internacional (com prescrição médica)
  • Consulta do viajante, sempre com marcação prévia (preferencialmente no período de 15 a 30 dias anterior à viagem) e respetiva vacinação após consulta.

 

Pedido de consulta:

 

Horário

  • Aconselhamento de enfermagem e vacinação internacional
    • Segunda-feira, das 09h30 às 12 horas
    • Terça-feira, das 09h30 às 12 horas
    • Quarta-feira, das 14h00 às 16h30
    • Quinta-feira, das 14 às 16 horas
    • Sexta-feira, das 09h30 às 12 horas
  • Consulta do viajante
    • Terça-feira, das 09h30 às 12 horas
    • Quarta-feira, das 9h30 às 12 horas e das 14h30 às 16 horas
  • Documentos necessários:
    • Boletim de Vacinação Nacional e Internacional (se já o possuir)
    • Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e documento com o n.º do utente do Serviço Nacional de Saúde

 

N.º 2 – Unidade de Saúde Pública de Portimão

Rua Manuel Dias
8500-723 Portimão
Telefone: 282 420 165
Fax: 282 420 168

Consultas e vacinação internacional

  • Segunda-feira, das 14 às 17 horas
  • Sexta-feira, das 15 às 17 horas

 

Marcação prévia, por telefone ou presencial, com um mínimo de quinze dias de antecedência à data da viagem.


Região Autónoma da Madeira

N.º 1 – Funchal – Serviço de Sanidade Internacional

Centro de Saúde do Bom Jesus (Módulo da Sé)
Unidade Operativa de Saúde Pública
Rua das Hortas, n.º 67, 3.º Piso
9050-526 Funchal
Telefone: 291 208 738
Fax: 291 208 888
Consultas, com marcação prévia.
Consultas: segunda-feira, das 13h30 às 14 horas; quinta-feira, das 11h30 às 15 horas.
Vacinação internacional, 4.º piso, das 8 às 19h30.

N.º 2 – Centro de Vacinação Internacional Hospital dos Marmeleiros

Hospital dos Marmeleiros

Estrada dos Marmeleiros

9050-209 Monte – Funchal

Telefone: 291 705 730

Consultas, com marcação prévia.

Consultas: terças-feiras e sextas-feiras das 09h00 – 13 horas.

Vacinação Internacional – Hospital de Dia Serviço de Doenças Infecciosas


Região Autónoma dos Açores

N.º 1 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha de São Miguel

Delegação de Saúde de Ponta Delgada
Rua Agostinho Pacheco, n.º 14
9500-015 Ponta Delgada
Telefone: 296 201 760

N.º 2 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha de Santa Maria

Delegação de Saúde de Vila do Porto
Avenida de Santa Maria
9580-501 Vila do Porto
Telefone: 296 820 100

N.º 3 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha Terceira

Delegação de Saúde de Angra do Heroísmo
Canada dos Melancólicos
9701-869 Angra do Heroísmo
Telefone: 295 402 950

N.º 4 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha da Graciosa

Delegação de Saúde de Santa Cruz da Graciosa
Rua Mouzinho de Albuquerque
9880-320 Santa Cruz da Graciosa
Telefone: 295 730 070

N.º 5 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha do Faial

Delegação de Saúde da Horta
Bairro Vista Alegre
9901-853 Horta
Telefone: 292 207 200

N.º 6 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha de São Jorge

Delegação de Saúde das Velas
Rua do Corpo Santo
9800-541 Velas
Telefone: 295 412 122

N.º 7 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha do Pico

Delegação de Saúde da Madalena do Pico
Praceta Dr. Caetano Luís Mendonça
9959-361 Madalena – Pico
Telefone: 292 628 800

N.º 8 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha das Flores

Delegação de Saúde de Santa Cruz das Flores
Rua do Hospital
9970-303 Flores
Telefone: 292 590 270

N.º 9 – Centro de Vacinação Internacional da Ilha do Corvo

Delegação de Saúde do Corvo
Avenida do Corvo
9980-039 Corvo
Telefone: 292 596 153

ALEMANHA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

CUIDADOS DE SAÚDE

Não se impõem quaisquer medidas de prevenção. A Alemanha dispõe de uma boa e extensa rede de estabelecimentos de saúde e hospitalares.

Antes de partir com destino à Alemanha, deverá obter junto dos competentes serviços da segurança social portuguesa o Cartão Europeu de Seguro de Doença ou pelo menos do Certificado Provisório de Substituição do Cartão Europeu de Seguro de Doença, que assegura aos viajantes a prestação de tratamentos e atos médicos urgentes, em estabelecimento da rede pública, imediatamente necessários em situação de doença súbita, acidente ou maternidade. Será prudente a subscrição de um seguro que cubra a assistência médica não contemplada pelo Cartão Europeu de Seguro de Doença e os eventuais custos de repatriamento sanitário.

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas

Na Baixa Saxónia:
– Kreiskrankenhaus: Fritz-König-Stift Ilsenbergstrasse, 92, 38667, Bad Harzburg – Tel: 05322760;
– Krankenhaus: Mariahilf Humboldtallee, 10-12, 37073, Göttingen – Tel: 0551963245;
– Krankenhaus Sophien-Klinik: Dietrichstrasse, 33-35, 30159, Hannover – Tel: 051136670; – Landeskrankenhaus: Hildeshein Weinberg, 1, 31134, Hildeshein – Tel: 051211030;
– Landeskrankenhaus: Osnabrück Knollstrasse, 31, 49088, Osnabrück – Tel: 0541313601; – Reinhard-Nieter-Krankenhaus: Friedrich-Paffrath-Str., 100, 26389, Wilhelmshaven – Tel: 04421890.

Em Berlim:
– Charité Campus: Mitte Charitéplatz, 1, 10117 Berlin – Tel: 03045050;
– Charité Campus Virchow-Klinikum, Augustenburger Platz 1, 13353 Berlin, Tel.: +49 30 450 – 50;
– Unfallkrankenhaus (acidentes), Warener Strasse, 7, 12683 Berlin – Tel: 03056810;
– Vivantes – Klinikum im Friedrichshain, Landsberger Allee 49, 10249 Berlin, Tel: +4930 13023-0;
– Vivantes – Klinikum Am Urban, Dieffenbachstraße 1, 10967 Berlin, Tel: +4930 13022-0.

Em Brandenburgo:
– St. Josefs-Krankenhaus: Potsdam Akademisches Lehrkrankenhaus der Freien Universität, Berlin Allee nach Sanssouci, 7, 14471 – Potsdam – Tel: 033196820.

Em Bremen:
– Klinikum Bremen: Mitte St. Jürgen Strasse, 1, 28205, Bremen – Tel: 04214970;
– Klinikum Bremen: OST Hammersbecker Strasse, 228, 28755, Bremen – Tel: 04214080;
– Krankenhaus am Bügerpark: Schiffdorfer Chaussee, 29, 27574, Bremerhaven Tel: 04711820.

Em Hamburgo:
– Allgemeine Krankenhaus: Altona Paul-Ehrlich-Strasse, 1, 22763, Hamburg – Tel: 04088220;
– Kath. Marienkrankenhaus: Alfredstrasse, 9, 22087, Hamburg – Tel: 04025461602;
– Universitätskrankenhaus (UKE), Hamburg-Eppendorf, Martinistrasse, 52, 20246, Hamburg – Tel: 040428030;
– Asklepius Kliniken Hamburg (vários hospitais nos principais bairros de Hamburgo) – Central em Rübenkamp 226, 22307 Hamburg – Tel: 0401818-826698.

Em Mecklenburgo- Pomerânia Ocidental:
– Klinikum Schwerin Medizinisches Zentrum der Landeshauptstadt: Schwerin Wismarsche
Strasse, 393-397, 19055 Schwerin – Tel: 0385520.2000;
– Universität Rostock Klinikum / Medizinische Fakultät: Schillingallee, 35, 18057 Rostock – Tel: 03814940.

Na Renânia do Norte – Vestefália:
– Universitätklinikum: Münster Domagk Strasse, 5, 48149, Münster – Tel: 0251830;
– Universitätsklinik: Moorenstr. 5, 40225 Düsseldorf – Tel. 02118100;
– Universitätsklinik: Kerpener Str. 62, 50937 Köln – Tel. 0214780;
– Unilinik RWTH Aachen: Pauwelsstr. 30, 52074 Aachen – Tel. 0241800;
– Universitätsklinikum Knappschaftskrankenhaus: In der Schornau 23-25, 44892 Bochum – Tel. 023242990;
– Pesquisa de hospitais na Renânia do Norte-Vestefália: https://gesundheit.nrw.de/content/e224/e349/e363;
– Pesquisa de farmácias na Renânia do Norte – Vestefália: https://gesundheit.nrw.de/content/e224/e349/e391;

Na Saxónia:
– Krankenhaus Dresden: Friedrichstadt Städtisches Klinikum Friedrichstrasse, 41 01067, Dresden – Tel: 03514800;
– Städtisches Klinikum: St. Georg Leipzig Delitzscher Strasse, 141, 04129, Leipzig – Tel: 03419090.

Na Saxónia-Anhalt:
– Städtisches Klinikum Magdeburg Birkenallee, 34, 39130, Magdeburg – Tel: 03917910;
– Otto-v.-Guericke-Universität: Magdeburg, Leipziger Strasse, 44, 39120, Magdeburg – Tel: 03916701.

Em Schleswig-Holstein:
– Malteser Krankenhaus: St. Franziskus Waldstrasse, 17, 24939, Flensburg – Tel: 04618160;
– Marien-Krankenhaus: Lübeck Parade, 3, 23552, Lübeck – Tel: 045114070;
– Universitätskrankenhaus, Kiel Schwanenweg, 20, 24105, Kiel – Tel: 04315970.

Na Turíngia:
– Katholisches Krankenhaus: “St. Johann-Nepomuk” Kartäuserstr. 72, 99097, Erfurt – Tel: 03616540;
– Helios Klinikum Erfurt: Nordhäuser Strasse, 74, 99089, Erfurt – Tel: 03617810.

Números de emergência médica a nível dos Estados Federados:
– Berlim: 030310031;
– Brandenburgo: 1805582223100;
– Potsdam: 03312410;
– Mecklenburgo-Pomerânia Ocidental, Saxónia, Saxónia-Anhalt e Turíngia: 112;
– Hamburgo: 040228022;
– Schleswig-Holstein: 04551883820;
– Baixa Saxónia: 042479700993 / 080099940902;
– Bremen: 04216098063 / Bremerhaven: 047119292.

ÁUSTRIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Atendendo às circunstâncias especiais que o fluxo de refugiados tem provocado na região, foram acionadas medidas reforçadas de policiamento e controlo de documentação nos postos de fronteira, que podem provocar atrasos nas viagens. Esta situação pode acarretar, igualmente, congestionamento de tráfego e interrupções no funcionamento de transportes como comboios e autocarros.

Assim, aconselham-se os cidadãos nacionais que se desloquem a esta região a estarem munidos de documentos de viagem e de identificação válidos: passaporte ou cartão de cidadão (um por passageiro, incluindo crianças) e a informarem-se previamente junto das Autoridades dos países de destino das condições de acesso aos seus territórios, designadamente dos postos de fronteira e de quaisquer outras condições de segurança que aí estejam em vigor.

Chama-se a atenção para o facto de a circulação de pessoas e bens do, e para o, espaço europeu obedecer a regras de direito internacional, que são distintas das aplicáveis no interior do espaço europeu de livre circulação.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

 A rede sanitária é boa. O viajante deve ser portador do Cartão Europeu de Seguro de Doença, para poder beneficiar das prestações de saúde que possam ser necessárias durante a estada no país. A repatriação médica, ou o prosseguimento de tratamentos médicos anteriormente iniciados, ou tratamentos de natureza não urgente, não estão incluídos ou abrangidos por aqueles cuidados.

BÉLGICA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Na sequência dos atentados ocorridos em Bruxelas em 22 de março de 2016, o nível de alerta para a Região de Bruxelas – Capital foi aumentado para o nível 4 (nível máximo). Desde então o nível de alerta foi diminuído encontrando-se atualmente no nível 2 (risco moderado e não iminente).

Recomenda-se aos cidadãos nacionais que residam no país ou se desloquem em trabalho ou turismo à Bélgica que sigam as recomendações das autoridades belgas. Aconselha-se, ainda, a viajarem munidos de documentos de identificação (Cartão de cidadão ou passaporte).

Para mais informações sugere-se a consulta https://centredecrise.be

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Não se impõem quaisquer medidas de prevenção em especial (v.g. vacinas). A rede de hospitais e clínicas é extremamente vasta e da melhor qualidade.

O Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD) é essencial para a obtenção de cuidados médicos com carácter urgente, incluindo hospitalização. Os cidadãos deverão pedir a emissão do Cartão Europeu de Seguro de Saúde – ou em alternativa, o Certificado Provisório de Substituição do CESD – documento que assegura a prestação de cuidados de saúde que se tornem clinicamente necessários durante a estada no território de outro Estado membro. O cartão não abrange as situações em que a pessoa se desloca a outro Estado com o objetivo de receber tratamento médico.

Em caso de necessidade de assistência médica em férias, nos países da UE, os cidadãos nacionais têm direito às prestações médicas previstas na legislação do país de destino/acolhimento. O reembolso dos tratamentos médicos e dentários efetuados junto dos estabelecimentos acreditados pelo seguro de saúde, assim como dos medicamentos, será feito de acordo com os diferentes sistemas nacionais.

O viajante poderá obter todas as informações úteis nesta matéria através da consulta da seguinte página eletrónica: http://www.seg-social.pt/pedido-cartao-europeu-seguro-doenca

O modelo de requerimento para obtenção do Cartão Europeu de Seguro de Doença pode ser obtido através da seguinte página eletrónica: http://www.seg-social.pt/documents/10152/21732/GIT_53_DGSS/b32f3c97-421a-41ba-8014-529b7d2c90f4/b32f3c97-421a-41ba-8014-529b7d2c90f4

Recomenda-se que o viajante seja portador deste documento antes de iniciar a sua viagem para a Bélgica.

 

De seguida, indicam-se alguns estabelecimentos hospitalares em Bruxelas:

CHU Saint-Pierre: 290 Rue Haute, 1000 Bruxelles (serviço urgências)

https://www.stpierre-bru.be/fr/

Cliniques Universitaires Saint-Luc: Av. Hippocrate, 10, 1200 Bruxelas

https://www.saintluc.be.

Hôpital Erasme: Route de Lennik, 808, 1070 Bruxelas

https://www.erasme.ulb.ac.be

Centre Médical Edith Cavell: Rue Général Lotz, 37 1180 Bruxelas

http://chirec.be/fr/medecins-et-services/service/340000-medecine-d-urgence/

BULGÁRIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Não se verificam particulares riscos de contração de doenças. Ainda assim atendendo à proximidade geográfica de áreas afetadas pela gripe aviária, recomendam-se os cuidados adequados.

 

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas:

Hospital Tokuda: entrada da rua At. Dukov, bul. Nikola Y. Vaptsarov 51Б, 1407 Sofia – Tel 02 4034000 / Tel. de urgência 02 403 4112 http://www.tokudabolnica.bg/en

Hospital Urgências Pirogov: Av. Totleben 21, Sófia. Tel. 02 9154411 / Tel. de urgência 02 9154213 https://pirogov.eu/bg/

Hospital Losenets: rua Kozyak 1, 1407 Yuzhen, Sofia – Tel.029607607 https://www.lozenetz-hospital.bg/

Hospital Tsaritsa Yoanna; rua Byalo more 8, 1527 Sofia – Tel.029432170 https://www.isul.eu/english/index.htm

Clínica Nacional de Cardiologia: rua Konyovitsa 65, 1309 g.k. Ilinden, Sofia – Tel 02 9211211 / Tel. de urgência 112http://www.hearthospital.bg/

CHIPRE

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

É prudente efetuar um seguro de viagem. Para casos de emergência, o Cartão Europeu de Seguro de Doença é aceite nos hospitais públicos.

 

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas

Hospital Geral de Larnaca – Tel. 24304312 / 24800500;

Hospital de Limassol – Tel. 25305333 / 25801100

Hospital Geral de Nicósia – Tel. 22801400 / 22405000

Hospital Geral de Paphos – tel. 26803100

Clínica Privada de Ammochostos – 23821211

 

Centros Clínicos e Hospitais Secundários

Akaki – Tel. 22821080

Athienou – Tel. 24522328

Avdimou – Tel. 25221306

Dali – Tel. 22521922

Drousia – Tel. 26332323

Evrychou – Tel. 22932459

Kampos – Tel. 22942686

Klirou – Tel. 22632332

Kosfinou – Tel. 24322352

kyperounta – Tel. 25532021

Leneia – Tel. 25432448

Lefkara – Tel. 24342429

Omodos – Tel. 25421254

Ormideia – Tel. 24721572

Palaichori – Tel. 22642726

Panagia – Tel. 26722357

Paralimmi – Tel. 23821211

Pedoulas – Tel. 22952459

Platres – Tel. 25421324 / 25422224

Polis Chrysochous – Tel. 26321431

Pomos – Tel. 26342338

Pyrgos – Tel. 26522353

Salamiou – Tel. 26442222

Tersefanou – Tel. 24423233

Fiti – Tel. 26732295

CROÁCIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Atendendo às circunstâncias especiais que o fluxo de refugiados está a provocar na região foram acionadas medidas reforçadas de policiamento e controlo de documentação nos postos de fronteira, que podem provocar atrasos nas viagens. Esta situação tem acarretado, igualmente, congestionamento de tráfego e interrupções no funcionamento de transportes como comboios e autocarros.

Assim, aconselham-se os cidadãos nacionais que se desloquem a esta região a estarem munidos de documentos de viagem e de identificação válidos: passaporte ou cartão de cidadão (um por passageiro, incluindo crianças) e a informarem-se previamente junto das Autoridades dos países de destino das condições de acesso aos seus territórios, designadamente dos postos de fronteira que estejam operacionais e de quaisquer outras condições de segurança que aí estejam em vigor.

Chama-se a atenção para o facto de a circulação de pessoas e bens do e para o espaço europeu dever obedecer a regras de direito internacional, que são distintas das aplicáveis no interior do espaço europeu de livre circulação.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

(Este é um Estado-Membro aderente aos serviços My Health @ EU. Saiba mais.)

Existem hospitais e/ou centros de saúde em todas as cidades croatas. O horário de funcionamento das farmácias é das 8 às 20 horas (dias de semana) e das 8 às 14 horas (sábados), sem prejuízo do normal funcionamento do serviço noturno de farmácia em sistema de rotação como no nosso país.

Sugere-se que os nacionais portugueses que queiram visitar a Croácia solicitem e obtenham o respetivo Cartão Europeu de Seguro de doença (CESD), aceite neste País. Através deste cartão terá direito a utilizar os mesmos serviços públicos de cuidados de saúde, nas mesmas condições e com os mesmos custos que os cidadãos croatas.

No verão convém ter especial cuidado com as picadas de alguns insetos, pelo que os viajantes deverão vir munidos de repelentes, ainda que não pernoitem em parques de campismo. A água canalizada é potável em todo o país, muito embora se sugira o consumo de água mineral engarrafada, sobretudo no Verão.

A Farmácia situada na Praça principal (Trg. Bana J.Jelacica) está sempre aberta (24 Horas).

 

Viajar com animais de companhia:

Sendo a Croácia membro da União Europeia, são aqui aplicáveis as mesmas regras que em Portugal. O seu animal poderá viajar com o “passaporte para animais de companhia”, que pode ser obtido junto de qualquer veterinário. Para informação mais detalhada sobre o assunto consulte:

http://ec.europa.eu/food/animal/liveanimals/pets/qanda_en.htm.

 

Endereços dos Principais Hospitais e Clínicas:

– Klinika za traumatologiju (ZAGREB) – Draskoviceva 19, Tel.+38514697000

– Klinicka bolnica Dubrava (ZAGREB) – Av. Gojka Suska 6, Tel.+38512902444

– Opca bolnica (KARLOVAC) – Andrije Stampara 3, Tel.+38547608100

– Opca bolnica (VARAZDIN) – Ivana Mestrovica 1, Tel.+38542393000

– Klinicka bolnica (OSIJEK) – J. Huttlera 4, Tel.+38531511511

– Opca bolnica (SLAVONSKI BROD) – Dr. Andrije Stampara 42, Tel. +38535201201

– Opca bolnica (ZADAR) – Boze Pericica 5, Tel.+38523315677

– Klinicko-bolnicki centar (RIJEKA) – Kresimirova 42, Tel.+38551658111

– Opca bolnica (DUBROVNIK) – Dr. Ante Sercera 4, Tel.+38520431777

– Klinicka bolnica Firule (SPLIT) – Spinciceva 1, Tel.+385 21556111

DINAMARCA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

A rede sanitária funciona bem e não há necessidade de proteção especial relativamente a doenças endémicas e outras.

São aplicadas as regras comunitárias, aconselhando-se os viajantes a munirem-se do formulário E111 ou do Cartão Europeu de Seguro de Doença.

 

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas

Copenhaga:

– Rigshospitalet – Blegdamsvej 9, 2100 Copenhaga, Tel. 35 45 35 45;

– Bispebjerg Hospital – Bispebjerg Bakke 23, 2400 Copenhaga NV, Tel. 35 31 35 31;

– Amagerhospital – Italiensvej 1, 2300 Copenhague S, Tel. 32 34 32 34.

– Hvidovre Hospital: Kettegärd Alle 30, 2650 Hvidovre, Tel. +45 38 62 38 62

 

Odense:

– Odense Universitetshospital – Sdr. Boulebvard 29, 5000 Odense C, Tel. 66 11 33 33;

 

Aarhus:

– Aarhus Kommunehospital – Nørrebrogade 44, 8000 Arhus C, Tel. 78 45 00 00;

 

Aalborg:

– Aalborg University Hospital: Hobrovej 18-22, 9100 Aalborg Tel. +45 97 66 00 00

 

Farmácias

Procure o letreiro em dinamarquês “Apotek” (Horário normal – 09.00 às 17.30).

 

Existem em Copenhaga duas farmácias de Serviço durante 24h:

– Sondebroapotek: Amagerbrogade 158, 2300 Copenhaga S – Tel. 32580140;

– Steno Apotek: Vesterbrogade 6C, 1620 Copenhaga V – Tel. 33148266.

 

Linha de saúde (16h00-08h00 de 2ª a 6ª e 24h aos fins de semana)

 

Região Copenhaga: 113

 

Outras regiões: consultar http://www.laegevagten.dk/kontakt-laegevagten (carregar na região correspondente no mapa)

ESLOVÁQUIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Chama-se à atenção para a imperiosa necessidade de, sempre que utilize os transportes públicos de Bratislava, se munir antecipadamente de um título de transporte válido e de o obliterar de imediato, evitando, assim, o pagamento de multas. Mais se informa que os títulos de transporte apenas podem ser adquiridos em máquinas situadas junto às respetivas paragens e/ou em papelarias.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

A rede sanitária é razoável. Em todas as maiores cidades há hospitais com médicos que falam inglês. Em cidades menores, aldeias e localidades turísticas há também consultórios e farmácias. É aconselhável fazer um seguro de saúde antes de viajar.

ESLOVÉNIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Atendendo às circunstâncias especiais que o fluxo de refugiados tem provocado na região, foram acionadas medidas reforçadas de policiamento e controlo de documentação nos postos de fronteira, que podem provocar atrasos nas viagens. Esta situação pode acarretar, igualmente, congestionamento de tráfego e interrupções no funcionamento de transportes como comboios e autocarros.

Assim, aconselham-se os cidadãos nacionais que se desloquem a esta região a estarem munidos de documentos de viagem e de identificação válidos: passaporte ou cartão de cidadão (um por passageiro, incluindo crianças) e a informarem-se previamente junto das Autoridades dos países de destino das condições de acesso aos seus territórios, designadamente dos postos de fronteira e de quaisquer outras condições de segurança que aí estejam em vigor.

Chama-se a atenção para o facto de a circulação de pessoas e bens do, e para, o espaço europeu obedecer a regras de direito internacional, que são distintas das aplicáveis no interior do espaço europeu de livre circulação.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Os portadores do Cartão Europeu de Saúde beneficiam de assistência praticamente gratuita nos hospitais e centros de saúde públicos.

Existem farmácias em todo o país.

ESPANHA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

As manifestações realizadas nos últimos dias em Barcelona e noutros locais da Catalunha têm afetado a mobilidade em algumas zonas.

Não estando excluída a ocorrência de eventos semelhantes ao longo dos próximos dias, aconselha-se a que planeie os seus itinerários com antecedência, a fim de poder fazer face a eventuais alterações na circulação, bem como a atrasos ou cancelamentos nos transportes rodoviários, ferroviários (incluindo metro) e aéreos.

Recomenda-se igualmente que acompanhe os canais de informações oficiais, através das redes sociais, para conhecer informações atualizadas em matéria de tráfico e mobilidade em Barcelona e na Catalunha:

  • Mossos d’Esquadra: Twitter: @mossos
  • Guarda Urbana de Barcelona: Twitter: @barcelona_GUB
  • Direção-Geral de Proteção Civil da “Generalitat” da Catalunha: Twitter @emergenciescat
  • TMB Transportes Metropolitanos de Barcelona: Twitter @TMBinfo
  • Barcelona Mobilitat: Twitter @BCN_Mobilitat
  • Trânsito: Twitter @transit
  • RENFE Caminhos de Ferro: Twitter @inforenfe

Chama-se ainda a melhor atenção para a informação que seguir se transcreve, que foi compilada e divulgada pelos “Mossos d’Esquadra”, sobre as manifestações e outras cuja realização é atualmente conhecida, em vários pontos da Catalunha, e que estão previstas para os dias 22 e 23 de outubro de 2019. Estas manifestações têm uma natureza reivindicativa e poderão reunir um número muito elevado de pessoas, originando cortes em algumas vias de circulação, bem como outro tipo de bloqueios.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

O Sistema Nacional de Saúde espanhol dispõe de uma ampla rede de centros médicos e hospitais espalhados pelo país que oferecem cuidados primários e especializados de qualidade. Podem ser consultados todos os centros de atenção primária e todas as unidades hospitalares, através da página do Ministério da Saúde espanhol: http://www.msssi.gob.es/ciudadanos/centros.do.

Antes de se deslocar a Espanha, obtenha o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD). Informe-se nos serviços de Segurança Social ou no seu subsistema de saúde. O CESD é um documento individual que assegura a prestação de cuidados de saúde que se tornem clinicamente necessários durante a estadia no território de outro Estado-Membro da União Europeia. Não abrange as situações em que a pessoa segurada se desloca a outro Estado com o objetivo de receber tratamento médico por comprovada impossibilidade de tratamento em Portugal, nem prestadores de cuidados de saúde do sector privado.

As farmácias de serviço em todo o território espanhol podem ser consultadas através da página do Conselho Geral dos Farmacêuticos de Espanha: www.portalfarma.com/ciudadanos/farmaciasdeguardia.

ESTÓNIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

(Este é um Estado-Membro aderente aos serviços My Health @ EU. Saiba mais.)

É aconselhável obter, antes do início da viagem, um seguro de viagem abrangente. Os cidadãos UE devem verificar se o seu prestador de cuidados de saúde no seu Estado-membro tem um acordo com o Fundo de Seguro de Saúde da Estónia (Estonian Health Insurance Fund), deve ainda viajar com Cartão Europeu de Seguro de Saúde (EHIC). Embora o EHIC não seja um substituto do seguro médico e de viagem, dá-lhe o direito de receber tratamento médico de urgência nos serviços públicos nos mesmos termos que os cidadãos estónios.

Não são exigidos certificados internacionais de vacinas aos viajantes, mas é aconselhável que o seguro de viagem cubra a maior parte dos riscos possíveis. Se planeia visitar zonas de bosque no interior do país, em especial no verão, é recomendável que se vacine contra a encefalite, a difteria e a hepatite A.

 

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas:

Tallinn:

– Primeiros Socorros: +372 6971145 (serviço disponível em inglês);

– Hospital Central: +372 666 1900 – www.keskhaigla.ee;

Farmácias: procure letreiro em estónio APTEEK.

P.ex., na rua Tõnismägi 5, Tel. (00372) 6442282, existe uma farmácia, Tõnismäe Südameapteek, aberta 24 horas.

Dentistas: p.ex. Eurodent (00372) 6115551.

FINLÂNDIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

(Este é um Estado-Membro aderente aos serviços My Health @ EU. Saiba mais.)

Em geral o sistema de saúde finlandês é bom.

São aplicadas as regras comunitárias. O formulário E111 já não é válido e, no seu lugar, deve ser obtido, antes de sair de Portugal, o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD), que pode ser pedido junto do seu Centro Distrital de Segurança Social.

Informações médicas 24 horas: ligue 00358 910023 ou consulte: www.0910023.fi.

Intoxicações: em caso de emergência ligue 471977.

Emergência

24h: Hospital Haartman, Haartmaninkatu 4, tel. +358

(0)9 310 63231/serviço urgências ou +358 (0)9 310 5018/geral

Embora não sejam exigidos certificados internacionais de vacinas aos viajantes, antes de viajar certifique-se de que todas as vacinas adequadas estão em dia.

 

Contactos e informações úteis:

– Cuidados médicos privados, por ex. Hospital Mehiläinen (24h) – Tel. 00358 104140444;

– Farmácias: procure um letreiro em finlandês APTEEKKI. Em Helsínquia, a farmácia Yliopiston Apteekki, em Mannerheimintie 96, é a única aberta 24 horas. Tel.  (0) 600 065 000;

– Dentistas com atendimento 24 horas, por ex. Clínica Stardent Tel. 060097070.

Telefones fixos: existem muito poucos telefones públicos e operam via Internet, com moedas ou cartões.

Telemóveis: cobrem praticamente todo o país com exceção de algumas pequenas zonas remotas do Norte e junto à fronteira leste. Existem três operadores – TeliaSonera, Elisa e DNA. Antes de viajar consulte a sua companhia em Portugal para efeitos de compatibilidades do seu telemóvel.

Aconselhamos a utilização de telemóveis desbloqueados que permitam o uso de cartões finlandeses descartáveis (TeleFinland, TeliaSonera, Elisa, Saunalahti, Kolumbus, GSM Suomi).

INTERNET: NextMeshWi-Fi é a rede sem fios proporcionada pela cidade de Helsínquia funciona na zona central da cidade e não necessita de palavra senha e utilizador em separado. Mais informações em http://nextmesh.net/map

FRANÇA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

A rede sanitária é boa.

São aplicadas, em questão de proteção aos doentes, as regras comunitárias. Os nacionais deverão viajar munidos do formulário E-111. Em caso de urgência hospitalar, deverão apresentar aquele formulário aos serviços administrativos do hospital que fará a ligação com as respetivas Caixas. Se fizer apelo a médico (convencionado ou não) ou a clínicas particulares não convencionadas, deverão pagar as despesas e apresentar as faturas com o formulário E-111 na Caixa das relações Internacionais do Departamento.

A legislação da segurança social francesa apenas prevê os reembolsos dos cuidados de saúde a 100% em casos de doenças de carácter excecional. Nos outros casos, a taxa moderadora fica a cargo dos interessados. Os nacionais que se desloquem a França para receber cuidados de saúde ao serem hospitalizados deverão ser portadores do formulário E-112. Site: www.cleiss.fr

É recomendável fazer seguros de viagens que cubram os casos de acidentes pessoais, roubo, doença e repatriação.

Endereços dos principais hospitais: ver por áreas consulares.

Página Internet hospitais de França: www.fhf.fr

GRÉCIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Têm vindo a registar-se um elevado número de fogos florestais na Grécia. Na preparação de qualquer viagem, em especial ao interior do país, recomenda-se a consulta atempada das informações difundidas pela Proteção Civil Grega, a fim de se verificar que não há qualquer perigo em viajar para o local de destino.

Alerta-se igualmente para o número crescente de furtos no metro de Atenas, em especial, na circulação pelas estações de Syntagma, Omonia, Piréu, Monasteraki, Acrópole e Sigrou-Fix.

Alerta-se para a situação que persiste em algumas ilhas do Mar Egeu, particularmente Lesbos, Chios e Samos, mas também na fronteira terrestre entre a Grécia e a Turquia, devido ao fluxo migratório existente no Mediterrâneo oriental:

Tem-se constatado a vinda de jovens voluntários portugueses, movidos por um impulso de solidariedade que, conhecendo pouco a realidade local, se vão inserir no terreno a título individual ou enquadrados por uma ONG da qual nem sempre recebem uma orientação suficiente ou uma assistência eficaz para o caso de se encontrarem numa situação concreta de dificuldade ou risco.

Por outro lado, as autoridades gregas encaram com severidade comportamentos que configurem violações da sua legislação e designadamente que sejam considerados como auxílio à imigração ilegal, estando os seus autores sujeitos a serem levados a julgamento e incorrerem nas sanções penais previstas pela lei grega.

Uma vez que muitos dos campos onde estes voluntários irão trabalhar se situam nas ilhas ou no norte da Grécia, para além dos contactos telefónicos que se possam fazer, a assistência consular a partir de Atenas sofre nesses casos consideráveis limitações.

É de toda a conveniência que os voluntários que se pretendem deslocar à Grécia:

  1. Se informem sobre a situação dos refugiados na Grécia e especificamente sobre a ONG com a qual irão trabalhar, e também sobre a orientação e assistência que esta lhes dará no terreno.
  2. Estabeleçam um contato prévio com ONGS portuguesas familiarizadas com a situação grega, como por exemplo a Plataforma de Apoio aos Refugiados – PAR;
  3. Conheçam e respeitem a legislação e as orientações das autoridades gregas;
  4. Registem a sua viagem no Gabinete de Emergência Consular gec@mne.pt, ou nos serviços consulares da Embaixada de Portugal em Atenas sconsular.atenas@mne.pt

 

Por ocasião dos recentes desenvolvimentos políticos na Grécia têm-se realizado manifestações, designadamente na emblemática Praça Syntagma, frente ao Parlamento, no centro da cidade; estas são normalmente pacíficas, por vezes, no entanto, geram-se distúrbios, que envolvem confrontos com as forças policiais e já têm causado estragos em viaturas ou montras.

Estes acontecimentos têm sido muito pontuais, no tempo e na localização; normalmente estão ligados a manifestações cuja realização é conhecida antecipadamente; podem assim ser evitados exercendo a prudência habitual e ficando à distância de movimentações de rua que pareçam maiores ou mais agitadas.

Sem prejuízo de a Grécia atravessar um período difícil, a vida diária e o funcionamento dos comércios em Atenas, nas ilhas e no resto do país decorre com normalidade, encontrando-se turistas por todo o lado a fazer os seus circuitos, compras, visitas e banhos de mar.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Tem havido referências à escassez de medicamentos, mas até à data esse problema não se generalizou. Convém em todo o caso, e como para todos os países, que os viajantes tragam consigo uma reserva dos medicamentos que tomam habitualmente. Haverá que contar com uma degradação no atendimento e disponibilidade de meios nos hospitais públicos; os hospitais e clínicas privados constituem uma alternativa.

Os cidadãos portugueses que se desloquem à Grécia e pretendam ter assistência médica devem ser titulares do Cartão Europeu de Seguro e de Doença (CESD) ou seguro privado.

Na Grécia, a assistência médica é assegurada pelo Sistema Nacional de Saúde, que inclui hospitais, centros de saúde e consultórios médicos.

 

Endereços dos principais hospitais e clínicas

Atenas:

Hospitais públicos

– Hospital Pedon (pediatria): Aglaia Kyriakou, Rua Levadias, 3, Ambelokipou – Tel. 2132009000

– Hospital Evangelismos: Ypsilando, 45-47, Kolonáki – Tel. 2132041000

– Hospital Guenikó G. Yannimatas: Av. Mesoguion 154, Ambelokipou – Tel: 2132032000

Clínica Privada

– Euroclinica: Rua Athanassiadou, 9, Ambelokipou – Tel. 2106416600

 

Pireu:

– Hospital Guenikó Kratikó Nikea: Rua Mandouvalou, 3, Nikea – Tel. 2132077000

 

Salónica:

– Hospital Ypokrátio: Rua Konstantinopoleos, 49, Tel. 2313 312000

– Hospital Papanikolau

 

Creta / Irakleon:

– Hospital Guenikó & Panepistimiako: Av. Knosou – Tel. 2813 408000 / 2810 392111

 

Corfu:

– Hospital Guenikó Kerkyras, Lugar de Kondokali Kerkyras – Tel. 26613 60400

 

Mykonos:

– Centro de Saúde (Cidade) – Tel. 22890 23994

 

Rhodes:

– Hospital Guenikó, Lugar de Aghios Apostoli – Tel. 22410 80000

 

Farmácias:

Existem farmácias espalhadas por todo o país. O número geral de telefone de informação, por zonas, é o 14944

HUNGRIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Atendendo às circunstâncias especiais que o fluxo de refugiados está a provocar na região foram acionadas medidas reforçadas de policiamento e controlo de documentação nos postos de fronteira, que podem provocar atrasos nas viagens. Esta situação tem acarretado, igualmente, congestionamento de tráfego e interrupções no funcionamento de transportes como comboios e autocarros.

Assim, aconselham-se os cidadãos nacionais que se desloquem a esta região a estarem munidos de documentos de viagem e de identificação válidos: passaporte ou cartão de cidadão (um por passageiro, incluindo crianças) e a informarem-se previamente junto das Autoridades dos países de destino das condições de acesso aos seus territórios, designadamente dos postos de fronteira que estejam operacionais e de quaisquer outras condições de segurança que aí estejam em vigor.

Chama-se a atenção para o facto de a circulação de pessoas e bens do e para o espaço europeu dever obedecer a regras de direito internacional, que são distintas das aplicáveis no interior do espaço europeu de livre circulação.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Recomenda-se que seja portador do Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD), que poderá obter no Ministério da Saúde / Loja do Cidadão e cuja cobertura poderá consultar no site www.min-saude.pt. Este cartão não substitui os seguros de viagem e saúde, concede-lhe apenas os mesmos serviços de emergência médica que um cidadão húngaro teria na rede hospitalar do seu país.

Na Hungria, a venda da maioria dos medicamentos é feita somente através da apresentação de receita, pelo que se recomenda trazer consigo aqueles medicamentos relacionados com tratamentos médicos de uso prolongado.

IRLANDA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Antes da sua deslocação aconselha-se a obtenção dum Cartão Europeu de Seguro de Doença. O Cartão não substitui o seguro de saúde e de viagem, mas assegura o acesso a tratamento – nas condições definidas – em hospitais públicos.

 

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas:

Dublin:

– Mater Hospital (público): Tel. 00353 180 32000

– Mater Hospital (privado): Tel. 00353 188 58888

– Blackrock Clinic (clínica privada): Tel. 00353 128 32222

– St. Vincent´s Hospital (público): Tel. 00353 122 14000

– St. James Hospital (público): Tel. 00353 141 03000

– Beaumont Hospital (público): Tel. 00353 180 93000

– James Connolly Memorial Hospital (público): Tel. 00353 164 65000

 

Cork:

– Cork University Hospital (público): Tel. 00353 214 922000

– Mercy Hospital (público): Tel. 00353 214 271971

– South Infirmary Victoria Hospital (público): Tel. 00353 214 926100

 

Limerick:

– Midwestern Regional Hospital (público): Tel. 00353 612 34850

– Limerick Maternity Hospital (público): Tel. 00353 613 27455

– St. John´s Hospital (público): Tel. 00353 614 62222

Galway: – University College Hospital Galway (público): Tel. 00353 915 24222

– Bon Secours Hospital (público): Tel. 00353 913 81900

ITÁLIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

  1. O vulcão Etna entrou em erupção no passado dia 24 de dezembro, tendo-se registado, desde então, atividade sísmica na província da Catânia (Sicília). Tendo em conta os fenómenos geológicos em curso, desaconselham-se deslocações e estadas nas imediações do Etna, sendo recomendável consulta prévia das informações disponibilizadas pelas autoridades italianas (www.protezionecivile.gov.it e www.ct.ingv.it).
  2. Em setembro de 2017, a Organização Mundial da Saúde confirmou 2. a ocorrência de um surto de Chikungunya (doença viral transmitida aos seres humanos por mosquitos infetados) na Região de Lazio, em Itália, nomeadamente na cidade de Roma e nas áreas costeiras de Anzio e Latina. Recentemente foram notificados novos casos na Região de Calábria, município de Guardavalle.

 

A Direcção-Geral de saúde aconselha aos viajantes com destino às áreas afetadas:

A marcação de Consulta do Viajante ou com Médico assistente, pelo menos 4 semanas antes da partida;

 

A consulta prévia com o Médico assistente nas seguintes situações:

– Pessoas com artrites ou outras condições médicas subjacentes (ex. hipertensão arterial, doença cardíaca ou diabetes);

– Pessoas com mais de 65 anos;

– Grávidas em estado avançado de gravidez, devido ao risco de doença grave para o recém-nascido cujo parto ocorra durante a doença da mãe;

– ViajAntes com estadia prolongada como pessoas que visitam amigos e familiares, trabalhadores de ajuda humanitária e missionários.

 

A adoção das seguintes medidas de proteção individual contra a picada de mosquitos:

– Aplicar repelente de mosquitos em adultos e crianças, ao longo do dia, de acordo com as instruções do fabricante e tendo em conta a duração do efeito. O repelente deverá ser aplicado após o protetor solar;

– Proteger as crianças em carrinhos de bebé e berços com redes mosquiteiras;

– Optar, preferencialmente, por alojamento com ar condicionado ou, caso não seja possível, utilizar redes mosquiteiras nas camas;

– Utilizar vestuário largo, de cores claras e que diminua a exposição corporal à picada dos mosquitos (camisas de mangas comprida, calças e calçado fechado).

 

Os viajantes que regressem de Itália, nomeadamente das regiões anteriormente mencionadas e que apresentem sintomas sugestivos de infeção por Chikungunya (febre, dores articulares, dores de cabeça, dores musculares e fadiga), até 2 semanas após o regresso, devem contactar o SNS 24 (808 24 24 24) ou consultar o médico assistente, logo que possível, referindo a viagem.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

As condições sanitárias em Itália são idênticas às do nosso país.

O viajante deve ser portador do Cartão Europeu de Seguro de Doença, para poder beneficiar, nos mesmos termos que os nacionais italianos, das prestações de saúde que possam ser necessárias, durante a estada no país. A repatriação médica, ou o prosseguimento de tratamentos médicos anteriormente iniciados, ou tratamentos de natureza não urgente, não estão incluídos ou abrangidos por aqueles cuidados.

Seguros: é aconselhável a realização de um seguro de viagem em Portugal, com aplicação em Itália.

LETÓNIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Principais hospitais:

Clínica ARS

Skolas 5, Riga 1010

Tel – 6720.10.01/ 6720.10.09

 

Assistência doméstica – 6720.10.05

Hospital Gailezers nº 7

Hipocrata 2, Riga 1038

Tel – 6704.24.24

 

Emergência dentária:

A&S Health Care

Lacplesa 60, Riga 1001

Tel – 6728.95.16

 

Emergência Pediatria:

Children’s Republican Hospital

Vienibas gatve 45

Riga 1004

Tel – 6706.94.70

LITUÂNIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

É aconselhada a prevenção contra a encefalite da carraça através de vacina, na sequência da deteção de casos de infeção em certas zonas florestais na Lituânia.

Urgências médicas: Hospital Universitário Santariškes (Vilnius): +370 5236 5000 http://www.santa.lt/index.php?option=com_content&view=article&id=107&Itemid=379

LUXEMBURGO

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

Aviso (18-08-2019)

Estando a iniciar-se o momento do regresso das famílias emigrantes aos seus locais de residência e trabalho em países estrangeiros, após um período de férias com os entes queridos em Portugal, o MNE pede a todos que utilizam viaturas que o façam de forma calma e segura, em cumprimento das leis e regulamentações rodoviárias, chegando assim sãos e salvos aos seus locais de destino. Boa viagem para todos.

 

Aviso (10-08-2019)

Situação meteorológica no Luxemburgo, que ontem sofreu na região Sul do país um impacto de um forte ciclone seguido de intensa precipitação e a formação de pequenos tornados, fez feridos ligeiros e provocou grandes prejuízos materiais. Sugere-se a todos os cidadãos portugueses que enquanto prevalecerem grandes ventos e chuva forte se mantenham abrigados nas suas casas e facilitem os trabalhos ou recorram à proteção civil do Luxemburgo. Por outro lado, pede-se a todos os emigrantes da região afetada que estavam de férias e pretendem regressar ao Luxemburgo que o façam de forma cuidadosa para não pôr em perigo as suas vidas. Em caso de necessidade devem contactar o número de telefone da emergência consular no Luxemburgo – 00 352 691 877 773.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

(Este é um Estado-Membro aderente aos serviços My Health @ EU. Saiba mais.)

O viajante português deve ser portador do Cartão Europeu de Seguro de Doença.

 

Endereços dos principais hospitais e clínicas

Região Hospitalar do Centro:

– Centro Hospitalar do Luxemburgo (também Maternidade e Clínica Pediátrica): 4 rue Barbe – Tel. +352 44 11 11;

– Clínica ” d’Eich”: 78 rue d’Eich – Tel: +352 44 11 12;

– Clínica Ste Thérèse: 36, rue Sainte Zithe – Tel: +352 28 88 1;

– Hospital Kirchberg: 9 rue Steichen – Tel: +352 24 68 1;

– Instituto Nacional de Cirurgia Cardíaca e Cardiologia Intervencionada (INCCI): 2, rue Barblé -Tel: +352 26 25 50 00.

 

Região Hospitalar do Sul:

– Centro Hospitalar Emile Mayrisch (Esch/Alzette): rue Emile Mayrisch – Tel. +352 57 11 1;

– Centro Hospitalar Emile Mayrisch (Dudelange): rue de l’Hopital – Tel. +352 52 15 21;

– Clínica Ste. Marie (Esch/Alzette): 7-11 rue Wurth Paquet – Tel. +352 57 12 31;

– Hospital Princess Marie Astrid (Differdange): 187, av. De la Libertá.- Tel. +352 58 46 46 1.

 

Região Hospitalar do Norte:

– Hospital St. Louis (Ettelbruk): 120, Bvd. Salentiny – Tel. +352 81 66 1;

– Hospital St. Joseph (Wiltz): rue G-D Charlotte, 10 – Tel. +352 95 95 1.

 

Para mais informações sobre saúde poderá consultar o seguinte endereço eletrónico: http://www.secu.lu/informations_touristes/soins_Luxembourg_francais.htm

 

Para mais informações sobre o sistema de saúde poderá consultar a página: http://www.sante.public.lu

MALTA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

O sistema de saúde obedece aos padrões europeus.

É conveniente ter seguro de saúde ou obter o CESD (Cartão Europeu de Seguro de Doença).

É recomendável a subscrição de uma apólice de seguro com cobertura neste país que preveja a possibilidade de evacuação sanitária.

– Hospital Central de Malta – “Mater Dei” – tel. 25450 000

– Hospital de Gozo – Craig Hospital (Vitoria), tel. 21.56.1600/ 21.56.0881.

PAÍSES BAIXOS

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

As condições sanitárias e a rede hospitalar são excelentes.

Os cidadãos deverão pedir a emissão do Cartão Europeu de Seguro de Saúde, documento que assegura a prestação de cuidados de saúde que se tornem clinicamente necessários durante a estada no território de outro Estado membro. O cartão não abrange as situações em que a pessoa se desloca a outro Estado com o objetivo de receber tratamento médico.

Em caso de necessidade de assistência médica em férias, nos países da UE, os cidadãos nacionais têm direito às prestações médicas previstas na legislação do país de destino / acolhimento. O reembolso dos tratamentos médicos e dentários efetuados junto dos estabelecimentos acreditados pelo seguro de saúde, assim como dos medicamentos, será feito de acordo com os diferentes sistemas nacionais.

Qualquer cidadão português poderá ser assistido, em caso de emergência médica, em todos os hospitais da Holanda. A fatura será enviada, posteriormente, para o respetivo domicílio.

POLÓNIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

A rede sanitária polaca é satisfatória e existem bons profissionais de saúde.

Antes de viajar para a Polónia verifique junto da Segurança Social ou da sua companhia de seguros se o Cartão Europeu de Seguro de Doença ou o Seguro de Saúde são válidos neste país, sob pena de ter que pagar a totalidade da despesa médica.

A água da rede pública não é potável.

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas:

Varsóvia:

– Hospital Clínico Central: Vi. Banacja, 1 a – Tel. +48 225991000

– Hospital Clínico Central MSWiA: Vi. Woloska, 137 – Tel. + 48 225082000

– Centro Saúde Infantil: Vi. Dzieci Polskich, 20 – Tel. +48 228157000

 

Cracóvia:

– Hospital Specjalistyczny G6: Narutowicza, Ul. Pradnicka 35/37 – Tel. +48 124162266 / 12633010

– Hospital Wojewodzki L. Rydygiera: Osiedle Zlotej Jesieni 1 – Tel. +48 126468502

– Hospital Jana Pawla IL: Ul Pradnicka 80 – Tel. +48 126142000

 

Gdansk:

– Hospital da Akademia Médica: Ul. Debinski 7 – Tel. +48 583492222

– Hospital Miejski J. Brudzinskiego: Ul Wojata Radtkego 1 – Tel. +48 586665800

– Hospital Ortopedyczno-Chirurgiczny: Ul. Kartuska 4 – Tel. +48 583098200

 

Poznan:

– Hospital de Przemienienia Panskiego: Ul. Dluga ½ – Tel. +48 618549000

– Hospital Kliniczny H. Swiecickiego: Ul. St. Przybyszewskiego 49 – Tel. +48 618691100

– Hospital Kliniczny K. Jonschera: Ul. Szpitalna 27/33 – Tel. +48 618491200

REINO UNIDO

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

O nível de risco de potenciais atentados terroristas, principalmente na cidade de Londres, é elevado. O sistema de alerta do Reino Unido para ameaças terroristas compreende 5 níveis – baixo, moderado, substancial, elevado e crítico – encontrando-se o mesmo atualmente classificado como elevado (“ataque muito provável”).

Recomenda-se que os cidadãos nacionais em trânsito ou residentes no país observem redobrada vigilância em locais públicos e se mantenham atentos a orientações e recomendações que possam ser divulgadas pelas autoridades britânicas. Qualquer atividade suspeita poderá ser comunicada através do número geral 999 ou através da linha dedicada a atividades antiterroristas 0800 789321.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

A rede sanitária é relativamente boa.

Os cidadãos portugueses têm direito a assistência médica em pé de igualdade com os cidadãos britânicos, mediante a apresentação do bilhete de identidade. De referir, sem prejuízo, que os serviços privados de saúde são em regra bastantes caros, pelo que se recomenda a aquisição de seguros de viagem. A quaisquer outras situações que não sejam de emergência aplicar-se-ão os regulamentos comunitários relevantes, e nomeadamente através da apresentação do Cartão Europeu de Seguro de Doença – CESD.

O Cartão Europeu de Seguro de Doença é um documento que assegura a prestação de cuidados de saúde que se tornem clinicamente necessários durante a estada no território de outro Estado-Membro ou Parte. O cartão não abrange as situações em que a pessoa se desloca a outro Estado com o objetivo de receber tratamento médico. Este cartão de saúde deverá ser solicitado nos Centro de Saúde em Portugal.

Não havendo medidas especiais de prevenção em matéria de saúde no Reino Unido, devem os viajantes ter o mesmo comportamento nesta matéria que terão em qualquer país da Europa Ocidental. As ambulâncias de emergência médica estão disponíveis através do telefone 999 e 112, para casos de doença súbita, colapso ou acidente.

 

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas:

– Brompton Hospital: Sydney Street, London SW3 6NP – Tel. 02073528121 – Fax 02073518473;

– Charing Cross Hospital: Fulham Palace Road, London W6 8RF – Tel. 02033111234;

– Guys Hospital: Great Maze Pond, London SE1 9RT – Tel. 02071887188;

– Hammersmith Hospital: Du Cane Road, London W12 0HS – Tel. 02033131000;

– King’s College Hospital: Denmark Hill, London SE5 9RS – Tel: 02032999000;

– University College Hospital: 250 Euston Road, London NW1 2PG – Tel. 0208451555000;

– Northwick Park Hospital: Watford Road, Harrow, Middlesex HA1 3UJ – Tel: 02088643232, Fax 020 88692009;

– Royal Free Hospital: Pond Street, London NW3 2QG – Tel. 02077940500;

– Royal Marsden Hospital: Fulham Road, London SW3 6JJ, Tel. 02073528171;

– Harley Street Clinic: 35 Weymouth Street, London W1G 8BJ – Tel. 02079357700;

-London Clinic: 20 Devonshire Place, London W1G 7JW – Tel. 02079354444;

– St. Thomas’s Hospital: Lambeth Palace Road, London SE1 7EH – Tel. 02071887188;

– St. Mary’s Hospital: Praed Street, London W2 1NY – Tel. 02033126666.

 

Para além destes, outros hospitais e centros de saúde poderão ser encontrados nos links www.ukmedinet.com e http://www.nhs.uk

REPÚBLICA CHECA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

AVISO

A situação na República Checa é tranquila, não se verificando sinais de alteração na ordem pública. Todavia, atendendo às circunstâncias especiais que o fluxo de refugiados está a provocar na região foram acionadas medidas reforçadas de policiamento e controlo de documentação nos postos de fronteira, que podem provocar atrasos nas viagens. Esta situação tem acarretado, igualmente, congestionamento de tráfego e interrupções no funcionamento de transportes como comboios e autocarros.

Assim, aconselham-se os cidadãos nacionais que se desloquem a esta região a estarem munidos de documentos de viagem e de identificação válidos: passaporte ou cartão de cidadão (um por passageiro, incluindo crianças) e a informarem-se previamente junto das Autoridades dos países de destino das condições de acesso aos seus territórios, designadamente dos postos de fronteira que estejam operacionais e de quaisquer outras condições de segurança que aí estejam em vigor.

Chama-se a atenção para o facto de a circulação de pessoas e bens do e para o espaço europeu dever obedecer a regras de direito internacional, que são distintas das aplicáveis no interior do espaço europeu de livre circulação.

Aconselha-se uma atenção especial no recurso a casas de câmbio para troca de moeda, visto que habitualmente a taxa de câmbio anunciada não é sempre aplicada, pois depende do montante a cambiar. Sugere-se assim que antes de qualquer troca cambial, se deve certificar, antecipadamente, qual o valor total em coroas checas que receberá na troca de determinado montante em euros.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

(Este é um Estado-Membro aderente aos serviços My Health @ EU. Saiba mais.)

O sistema de saúde na República Checa inclui uma rede hospitalar que, em geral, cobre as necessidades nesta área, com serviços e clínicas hospitalares de relativa boa qualidade.

As maiores unidades hospitalares dispõem habitualmente de um departamento de informação e atendimento para estrangeiros. Em qualquer atendimento prestado pelo serviço público de saúde é cobrada uma taxa moderadora (o valor em 2013 é de 30,- CZK).

Aconselha-se o visitante a ter um seguro de cobertura de assistência médica, ou com cobertura de cuidados mínimos através do Cartão Europeu de Seguro de Assistência Médica (CESD), ou através de qualquer outro seguro privado mais alargado, que cubra não só os custos dos tratamentos médicos, de hospitalização e dos medicamentos, mas também a possível repatriação sanitária para Portugal.

 

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas:

No portal do Ministério da Saúde, poderá encontrar mais informações, em inglês, sobre o sistema de saúde, bem como, uma a lista atualizada de contactos de hospitais e clínicas existentes na República Checa   http://www.mzcr.cz/prevence/uk/uk.html

 

Farmácias de Serviço:

Poderá encontrar uma lista das farmácias em funcionamento em Praga no portal

http://www.praha.eu/jnp/en/first_aid/emergency_pharmacies_24_hour_pharmacies.html

ROMÉNIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Os cuidados médicos na Roménia são geralmente inferiores aos padrões ocidentais, especialmente fora das grandes cidades. Existem algumas clínicas privadas, principalmente em Bucareste, com bons cuidados médicos.

Os portugueses que se deslocam a este país são aconselhados a subscrever um seguro de assistência no estrangeiro que cubra despesas de emergência e uma eventual evacuação.

 

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas:

Em Bucareste:

– Hospital de urgências de Floreasca: district 1 – Telefone (0040) 021 317 012 1;

– Hospital de doenças contagiosas Victor Babes: Bulevardul Mihai Bravu, 281 – Telefone (0040) 021 317 950 3 – aberto 24h por dia – consulta de preços sítio www.cdt-babes.ro

SUÉCIA

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionam apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento. Nem o Estado Português, nem as representações diplomáticas e consulares, poderão ser responsabilizados pelos danos ou prejuízos em pessoas e/ou bens daí advenientes.

 

CUIDADOS DE SAÚDE

Rede Sanitária: Excelente.

Hospitais principais:

Estocolmo

– Karolinska Universitetssjukhuset: Karolinska vägen, Solna, 171 76 Stockholm – Tel. 0851770000 -https://www.karolinska.se/?splitoption=splitdecision;

– Karolinska Universitetssjukhuset: Hälsovägen Flemingsberg, Huddinge, 14186 Stockholm – Tel. 0858580000 – https://www.karolinska.se/om-oss/hitta-till-karolinska/karolinska-huddinge/;

– Danderyd Sjukhusert: 18288 Danderyd – Tel. 0812355000 – www.ds.se;

Gotemburgo

– Sahlgrenska Universitetssjukhuset: 41345 Gotemburgo – Tel. 0313421000 – www.sahlgrenska.se.

Malmo

– Skane Universitetssjukhus: Södra Förstadsgatan 101, 20502 Malmö – Tel. 040331000 – http://vard.skane.se/skanes-universitetssjukhus-sus.



Data de Atualização: 28-11-2019
Voltar