sns-container
SNS-Print

Número recorde de vagas para recém-especialistas.

O concurso de 1.ª época de 2019 para médicos recém-especialistas foi ontem publicado em Diário da República, prevendo o maior contingente de vagas de sempre. Ao todo, foram autorizados 1.264 postos de trabalho, dos quais 398 para médicos de família, 13 na área da saúde pública e 853 na área hospitalar.

O despacho conjunto do Ministério da Saúde e das Finanças, que cumpre os prazos legais previstos para a publicação, vai permitir o reforço dos diversos serviços e estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com profissionais altamente qualificados.

Relativamente aos hospitais foram previstas 853 vagas, destacando-se especialidades como a medicina interna, com 159 vagas, anestesiologia (59 vagas), pediatria (51 vagas), psiquiatria (56), cardiologia (35), cirurgia geral (63) ou ortopedia (37).

Vagas com perfil específico contempladas pela primeira vez

Este concurso contempla a inclusão de 135 postos de trabalho com perfil específico. Este mecanismo responde às necessidades de diversas instituições. A ocupação destas vagas implica a posse de condições técnico-profissionais específicas, adquiridas no contexto do internato médico, e que respondem a necessidades expressas das unidades hospitalares.

A título de exemplo, na especialidade da pediatria, existem vagas específicas para neonatologia, uma das áreas em que se tem verificado escassez de recursos humanos.

Quase 400 vagas para médicos de família

Na área de medicina geral e familiar estão identificados 398 postos de trabalho, que permitirão que mais portugueses passem a dispor de um médico de família.

Em linha com a atuação que tem vindo a ser desenvolvida pelo Governo, no sentido de melhorar o nível de acesso aos cuidados de saúde, este procedimento vai permitir reduzir as carências quer em zonas de maior pressão demográfica, quer em serviços mais distantes de zonas urbanas. A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo tem o maior número de vagas (209), sendo seguida pela ARS Norte (61), Centro (54), Alentejo (42) e Algarve (32).

Saúde pública tem 13 vagas

Relativamente à área de saúde pública foram disponibilizados 13 postos de trabalho, pretendendo-se captar médicos especialistas que, estando fora do SNS, possam ter interesse em regressar, reconhecendo que está em causa uma especialidade fulcral para o SNS.

Com exceção dos procedimentos destinados ao preenchimento de postos de trabalho que requeiram a posse de um perfil específico, cujo desenvolvimento é da competência das administrações regionais de saúde, estão já abertos os concursos para o preenchimento dos postos de trabalho identificados, podendo os médicos interessados apresentar a sua candidatura pelo período de cinco dias úteis a partir de hoje.

Podem candidatar-se ao concurso os médicos detentores do grau de especialista na área profissional correspondente e que não detenham uma relação jurídica de emprego por tempo indeterminado com o Estado.

Lisboa, 17 de maio de 2019

Voltar

Últimas Notícias

Monumentos nacionais iluminados com as cores da bandeira nacional.
14/09/2019
Ministra da Saúde participou na iniciativa.
15/09/2019
HD Figueira da Foz assinala 40 anos do SNS com exposição.
13/09/2019